GUIA DE ACTIVISMO:
METODOS NÀO-VIOLENTOS E PREPARATIVOS PARA MANIFESTANTES CONTRA AS INJUSTIÇAS, MÁ GOVERNAÇÃO, CORRUPÇÃO, REPRESSÃO E CONTRA A DITADURA

- Adoptada no contexto angolano-
Como comportar-se e agir perante à repressão e o opressor
Durante o percurso da sua campanha você tem que cuidar da gestão de três tipos de recursos
apresentados tais como - humanos, materiais e tempo - você para implementar coloca
o plano em sentido inverso, mas você também irá prepara-lo para enfrentar as medidas da repressão que o seu adversário não vai deixar de usar.
Os métodos repressivos usados contra
um movimento de oposição são muitas e consistem
principalmente de pressão sobre seus membros e impedir ou
dificultar suas ações para evita-lo de agir de forma eficazr. Propomos, portanto, agora de aprender o máximo
possível para neutralizar a capacidade de seu adversário
para obstruir e controlar sua rede de comunicações interna e externa e, sua influência negativa sobre o moral de suas tropas: Se a moral dos activistas é alcançado e o adversário é capaz de antecipar todas  as ações de sua campanha, o movimento terá pouca chance de aplicação eficaz da sua estrategia não-violenta.
Os métodos repressivos de criar um clima de o medo, é um método frequentemente utilizado. O medo é uma reação que ocorre naturalmente em alguns circunstâncias,
quando o corpo e a mente se sentem ameaçados.
Despertar o medo é, portanto, uma ferramenta eficaz enfraquecer a capacidade de um movimento para agir. Então você vai aprender o que é medo, e como antenuar efeitos adversos através da comunicação e criar um clima de confiança dentro do seu movimento. Portanto, este é assuntos sérios, por isso sempre tenha em mente que não há vergonha em ser colocado na prisão por causa de seu compromisso com a liberdade e a democracia.

 
 

 

uventude do Galo atira-se contra Secretario para Informação do MPLA ler mais

Mfuka Muzemba absolvido por falta de provas ler mais
 

Brigadeiro 1O Pacotes "(I):Fintou a barreira da censura & canta a ditadura da pedra(C/VIDEO)

ler mais

 

 
Pan-Africanismo - Makuta Nkondo Luanda -  A paternidade do movimento do Pan-Africanismo gera muita confusão; ler mais
 

Juventude do Galo atira-se contra Secretario para Informação do MPLA ler mais
 
Portugal (ainda) a Metrópole de Angola? ler mais

Rafael Marques. "O Estado português é co-responsável dos crimes cometidos em Angola"

ler mais

POLICIA ESPANCA BRUTALMENTE DUAS ZUNGUEIRAS NO SÃO PAULO EM LUANDA

22.09.2011
avo

São Paulo, Luanda:

Na Quarta feira do dia 21.09.2011, as 12.00 horas de Angola, a policia nacional espancou brutalemente na praça pública em Luanda duas zungueiras e tendo levado na esquadra duas outras. Todos os dias a policia tem dado corrida as zungueiras que se concentram no São Paulo vendendo tudo por um pouco para sua sobrevivencia.

E quando os agentes policiais chegam no local batem brutalmente as zungueiras e as vezes a policia prende seus haveres e exigindo somas avolutuoasas antes de devolver sua mercadoria ou a policia leva para o quartel os negocios dos cidadãos prendidos. Hoje, ao chegar na praça como é do habito os policiais iniciaram com a violência, espalhando mercadorias e outras prenderam.
Mas como as senhoras não quiseram que suas mercadorias fossem simplesmente confiscadas sem nenhuma base legal ou notificação previa, os cidadãos lesados (zungueiras) protestaram e a policia foi em cima das duas começaram bater com tudo que eles tinham e as demais zungueiras sentiram-se também batidas e pegaram pedras, garrafas, mocas e tudo quanto para sua defesa e atiraram contra o carro da policia e depois a policia abandonou o local e tendo levado com eles uma muda e uma outra senhora que já se encontravam amaradas e ou algemadas em cima do carro.

Pôs, postos na Esquadra do Sambizanga a policia deram por conta de que uma das senhoras era muda e enquanto as zungueiras preparavam-se para irem atacar a esquadra, alguém alertou a policia do perigo e frustração das zungueiras e acabaram por solta-las segundo informações.

Nos últimos momentos o povo anda revoltoso e frustrado com o comportamento da policia que busca do seu salario nas ruas prejudicando a sobrevivencia das zungueiras e como também do Presidente da Republica em qualificar de bobos, os angolanos segundo interpretações nos seus últimos discursos preferidos nos actos do congresso do MPLA e da inauguração do inicio da construção da vila dos diplomatas no antigo local, praça de Roque Santeiro.

Continuaremos a observar a situação!

 

 

22.09.2011


IAADH - Berlim

 
   
todo direito reservada © i.a.a.d.h.e.V.